União de Goyazes recebe alunos do Ensino Médio para visita técnica
3 de outubro de 2019
União de Goyazes realiza curso de brigadista
4 de outubro de 2019

Outubro Rosa: entenda a campanha e como prevenir o câncer de mama

Outubro chegou, mas as campanhas de conscientização não estão nem perto de acabar! Se no mês anterior, viramos nossa atenção ao Setembro Amarelo, agora é a vez de outubro também ganhar sua cor: rosa. 

 

Criado há 29 anos pela Fundação Susan G. Komen for the cure, o Outubro Rosa é a campanha destinada à conscientização para o controle do câncer de mama. Este tipo de doença, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), é causado pela multiplicação desordenada de células da mama. Além de possuir diversas formas de manifestação, sendo elas mais brandas ou agressivas. 

 

Segundo o INCA, somente em 2018, a estimativa de novos casos entre as mulheres representa mais de ¼ da incidência total do câncer no Brasil, levando em consideração também outros tipos da doença. Esse dado retrata uma realidade que, só em 2019, pode atingir 60 mil mulheres. 

 

Em tal cenário, entender mais sobre o câncer é tarefa imprescindível. Deve-se saber que, segundo o INCA, existem dois principais tipos de surgimento da doença: Carcinoma ductal (incidente em 80% dos casos e tem origem nos ductos mamários) e Carcinoma lobular (diagnosticado em 5 a 10% dos casos, lóbulos responsáveis pela produção do leite materno). 

 

Diagnóstico 

 

O Instituto também alerta para a importância da mulher estar sempre analisando suas mamas, nos momentos em que sentir-se confortável para tal. Observar a existência de nódulos fixos e indolores é insubstituível. Cerca de 90% dos casos nos quais o câncer se manifesta como caroço (principal tipo de surgimento), a mulher é quem percebe. Ademais, sintomas como pele avermelhada ou retraída, alterações no bico do peito, pequenos nódulos nas axilas ou pescoço e saída repentina de líquidos estranhos pelos mamilos devem ser observados. 

 

A idade é um fator de risco. O INCA contabiliza que cerca de quatro em cada cinco incidências de câncer nas mamas se dão em mulheres acima de 50 anos. Além disso, lista outros fatores de risco, dentre eles estão: uso de contraceptivos hormonais, sedentarismo e inatividade física, primeira gravidez após os 30 anos ou não ter tido filhos, obesidade e sobrepeso após a menopausa e história familiar de câncer de ovário ou de mama. 

 

Vida saudável

 

Nesse contexto, cuidar da saúde é tarefa de casa para todos. Os resultados desse cuidado são positivos e contribuem na prevenção de doenças como o câncer de mama. Fique atenta com o seu bem-estar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *